Translate

domingo, 15 de dezembro de 2013

Imperador Silêncio

Na mais pura superfície do mais incrível irreal,
Na estrutura reforçada de sonhos incompletos,
Nos medos insignificantes das palavras incertas,
Em tudo está depositado uma gota de sofrimento,
Mas nada dói...
Nada sinto...
Apenas ouço o mais alto grito do grande Imperador, o silêncio.
Silêncio que me atormenta, silêncio que me conforta.
Imperador que me ordena, ser o mais silencioso ser.
Império duradouro, império que me esfaqueia...
Tudo o que eu sinto, tudo que faz morrer.
No interior das emoções,
No planejamento das criações,
Nas profundezas das tristezas,
Não me resta nenhuma certeza.