Translate

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Enquanto o sonho durar

Você grita. Você tenta reagir ao veneno que te corrói.
As lágrimas não param e você desiste.
Mais uma vez você está desistindo.
Você se vê preso.
E, meu amado,
Essa é a prisão que você havia sonhado.
Você pode, mas não sabe.
Destranque as portas.
Você pode. Você tem as chaves.
Liberte-se e resgate-me.
Faça-me calmamente dormir com aquela canção de ninar.
...
E depois, só depois, vamos pegar o trem
Que vai para qualquer lugar.
E nada vai mudar a nossa direção.
Eu poderei sentir o vento me tocar.
Conseguirei sentir suas mãos junto as minhas
E serão inseparáveis.
E tudo o que eu quis dizer, direi.
E tudo o que eu sentir, será eterno...
Até que este sonho acabe.



quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Mesmo que Machuque...

Com seu olhar você me traz para longe
Longe de tudo
Longe de todos...
Suas palavras me fazem viajar
Num planeta inabitado, desconhecido.
Uma leveza enorme me domina,
Sinto-me abrir as asas, sei que posso voar!
Mesmo que esteja enganada, 
Mesmo que abra as asas e pule de um penhasco
Confiando na minha suposta capacidade,
Sei que quando estiver caindo, você irá me segurar.
Sim!
Confio em você!
Toda a minha segurança.
Todos os meus sorrisos, eu entrego à você.
Porque eu sei que você será capaz.
Faço de você, o meu Anjo!
Meu guia, meu amigo
E meu refúgio.
Sinto outro sentimento me dominar.
Uma paz.
A tão esperada e tão impossível paz.
Sim... Você é mesmo um Anjo,
O único capaz.
Sim... Eu posso sentir-me te amando.
E esse amor, nada vai destruir.
Nem se minhas asas arrancar,
Nem se o meu corpo agonizar.
Nem se a dor evoluir,
Nem se o meu coração se ferir.



domingo, 15 de dezembro de 2013

Imperador Silêncio

Na mais pura superfície do mais incrível irreal,
Na estrutura reforçada de sonhos incompletos,
Nos medos insignificantes das palavras incertas,
Em tudo está depositado uma gota de sofrimento,
Mas nada dói...
Nada sinto...
Apenas ouço o mais alto grito do grande Imperador, o silêncio.
Silêncio que me atormenta, silêncio que me conforta.
Imperador que me ordena, ser o mais silencioso ser.
Império duradouro, império que me esfaqueia...
Tudo o que eu sinto, tudo que faz morrer.
No interior das emoções,
No planejamento das criações,
Nas profundezas das tristezas,
Não me resta nenhuma certeza.